O papel do silêncio em nossa vida

Quando orardes, entra no teu quarto, fecha a porta e ora ao teu Pai, que vê no escondido.

E o teu Pai que vê no escondido, te dará a recompensa. (Mateus 6,6)

O mundo de hoje precisa, mais do que nunca, voltar para a contemplação!

A vida cotidiana normalmente é muito agitada. Sempre temos muitos compromissos e ter uma vida de oração e de intimidade com Jesus, não parece ser uma coisa fácil.

A vida de oração e de amizade com Jesus, nos convida a viver o silêncio.

Jesus mesmo, quando orava, se retirava a sós para conversar com o Pai. Ele é o nosso modelo.

Silêncio é o nome de Deus. “Deus “é” silêncio, desde sempre e para sempre e opera silenciosamente na profundidade das almas”.  (O Silêncio de Maria de Frei I. Larrañaga).

Mas como fazer isso nas nossas vidas, em meio a dias agitados e com tantos compromissos? Como parar? Como colocar essa disciplina exigente em nossas agendas lotadas?

A resposta é simples: priorizando os tempos fortes, tempos de oração, tempos com Deus.

Cada um pode se organizar da maneira que melhor lhe convier.

Pode ser logo ao acordar, pela manhã, no decorrer do dia ou a noite. Há sempre o perigo de deixar para antes de se deitar, porque o cansaço pode dominar e aí o seu tempo forte pode não acontecer.

Mas como rezar? Como fazer e sentir silêncio? Como ficar a sós com Deus?

É certo que a verdadeira oração consiste mais em OUVIR a Deus do que falar com ELE.

Portanto o silêncio é vital!

Vou lhes contar como eu faço para ficar em silêncio, com todas as minhas limitações, que não são poucas:

O meu horário predileto é pela manhã!

Me retiro para um local da casa onde está bem tranquilo e me acomodo numa cadeira de forma confortável, fecho os olhos e começo a respirar profundamente várias vezes. Inspiro pelo nariz e expiro pela boca, repetidamente. Vou soltando o corpo, isto é, relaxando parte por parte, da cabeça aos pés. Volto o meu olhar interno para a minha mente e peço a ela que relaxe, que esvazie os pensamentos e vou sentindo que a mente fica calma e tranquila. Vou me desligando dos pensamentos, barulhos e agitações. Começo a sentir paz, muita paz. Aproveito ao máximo esse momento de silêncio e sinto a Presença de Jesus comigo e por aí começo a minha conversa com Ele, como de um amigo com outro amigo.

Esse é o momento de muita intimidade. Quanta Paz e quanto Amor!

P.S.: Antes de começar a preparação para o silenciamento, você pode colocar um fundo musical, calmo e tranquilo, que seja muito agradável. Muitas vezes esse pode ser um elemento que ajude no seu relaxamento.

Para retornar, faça sua oração final, se despeça de Jesus e aos poucos vai movimentando os membros do corpo e abrindo os olhos. Tudo com muita calma.

Como qualquer outra atividade da vida, quanto mais praticamos a rotina da oração, mais e melhores resultados teremos.

Praticar a oração diária no silêncio é viver uma experiência de Deus!

E esse momento vai se tornando tão especial que: “Quanto mais se ora, mais se quer orar” (São João Vianney).

Quanto mais se a ama a Deus, mais se quer amá-Lo. Quanto mais conversamos com Ele, mais vontade temos de conversar com Ele. (Mostra-me o Teu Rosto – Frei I. Larrañaga)

Temos que lembrar que tudo o que nos é dado é pela Graça de Deus e assim, humildemente, devemos pedir esse presente: o da intimidade com Ele.

A prática da oração e do silêncio nos prepara e nos ajuda a “santificar todas as nossas atividades e circunstâncias da vida e atrair para Jesus Cristo todos aqueles com quem convivo e trabalho. (trecho da oração para devoção privada do Servo de Deus Marcelo Câmara). Essa é a nossa missão.

“Se não falas, vou encher o meu coração
Com o teu silêncio, e agüentá-lo.
Ficarei quieto, esperando, como a noite
Em sua vigília estrelada,
Com a cabeça pacientemente inclinada.

A manhã certamente virá,
A escuridão se dissipará, e a tua voz
Se derramará em torrentes douradas por todo o céu.

Então as tuas palavras voarão
Em canções de cada ninho dos meus pássaros,
E as tuas melodias brotarão
Em flores por todos os recantos da minha floresta.”

Rabindranath Tagore

regina1

Regina Ribeiro

Regina, apaixonada pela vida, pela família e devota de Nossa Senhora!
Clique aqui, siga o Blog Reflexão Católica no Instagram e fique por dentro dos novos Posts!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s