As minhas melhores lembranças em Emaús

Oi, sou a Vanessinha (Alessandra Vanessa da Silva Rodrigues)!

Eu me propus a falar hoje sobre as minhas melhores lembranças em Emaús. Difícil…

É tanto tempo neste Movimento que as lembranças são infinitas, mas vou falar de algumas delas.

O meu primeiro retiro de Emaús

Não posso citar nenhuma, sem antes contar para vocês como comecei a participar do Emaús.

Foi em outubro de boa 1991, no 38º Emaús Feminino.

vanessa1.png

Fiz o curso de valores humanos e Cristãos na Arquidiocese de Florianópolis, fui indicada pelo meu pai , foram três dias intensos, com muito choque de realidade, personalidade, valores e fé.

Voltando do curso, no meu quarto dia, entrei no grupo São Pedro e São Paulo, que logo se dividiu, pois não tinha como comportar tantos membros (mais de 30) um comício como diria o Monsenhor Bianchini.

Na divisão fui fazer parte do grupo São Paulo (grupo que existe até hoje) e nele fiquei até meados de 1992.

O afastamento e a pergunta do irmão

Sim! Me afastei do movimento por  um tempo, quase 5 anos, e aí vem minha primeira lembrança:

Estava eu e meu irmão no Beiramar Shopping no fim do ano, dezembro, quando começamos a ouvir algo familiar, uma batida única, que nos emocionava, trazendo boas lembranças, eram os jovens de Emaús fazendo as “Serenatas de Natal” (acontecem até hoje), e que coincidência! “Coisa de Deus”, já diria um grande sábio que conheço…

Na hora em que ouvimos todas aquelas músicas, sentimos o coração arder, o meu ardia como antes no curso de Emaús, e não era só o meu não! O do meu irmão sem ter feito ou participado do Emaús também ardia… tanto que ele sem pestanejar, no impulso da emoção me fez a seguinte pergunta:

“Porque não voltas pro Emaús?”

Os Cantores em minha vida

Pois bem, em março do ano seguinte, lá estávamos eu e ele, na sala do Movimento no CAP, num sábado as 16:00 pra fazer parte do folclore, ensaiando pra missa… e assim como membro dos cantores de Emaús estou até hoje ( a nomenclatura mudou, de Folclore de Emaús, para cantores de Emaús).

vanessa2

Os cantores fazem parte da minha história no Emaús, um trabalho de entrega, doação e amor, que muito contribuiu e contribui pro meu crescimento espiritual e pessoal.

IMG_3388.jpeg

Tenho muitas recordações especiais enquanto cantora de Emaús, adorações, missas, curso, escolas missionárias, serenatas, maranathas, aprofundamentos…

A Encenação da Paixão de Cristo

Outro momento que fica cravado na minha lembrança, aconteceu em uma ação de evangelização do Movimento de Emaús, “Encenação da Paixão de Cristo”. Já tinha participado, organizado por vezes, e quando ainda era na rua. Ficamos um tempo sem realizar, por conta da interpérie que um evento ao ar livre pode sofrer.

No ano de 2014 uma comissão foi criada, e se decidiu realizar um novo projeto, agora em ambiente fechado, optamos pelo CIC.

Esse ano seria ano seria a 6ª edição (se não fosse a pandemia).
Na Encenação muitas lembranças, muitos momentos fortes, poderia pontuar centenas deles…

paixaodc.jpg

Uma dessas lembranças é como a presença do Cristo é forte durante a preparação e no dia do evento. Por vezes me vi na coxia olhando pro Cristo, sim pro Cristo, não via o ator, via e sentia o Cristo de fato, é muito doido isso!

Como me toca… como é tão real… me sinto inserida na história, e como se estivesse vivendo aquilo tudo do lado dEle… surreal.  Indico pra todos, assistam se puderem, e se entreguem a história contada por todos esses jovens…

Timoneira de um retiro

Agora outro momento, em agosto de 2016, tive a oportunidade de ser timoneira no 99º Emaús Feminino, onde tive uma experiência forte do Espírito Santo, inexplicável tamanha sensação, me senti carregada, eu posso dizer que flutuava nesses três dias, impressionante como é forte a prensença dEle nesses cursos.
Emaús não se explica, se vive.

vanessa10

Minha família

Foi no grupo de jovens que participava (Nossa Senhora de Guadalupe) que encontrei meu marido (André) temos o Bernardo de 15 anos e hoje como atual casal presidente do Movimento de Emaús.

vanessa100.jpg

No Movimento de Emaús pude conhecer e conviver com  pessoas fantásticas, especiais, tenho amizades desde quando entrei no Emaús (época do folclore) até hoje “amigos pela fé”, e continuo a fazer amizades dentro do movimento.

Pessoas importantes e especiais na minha o Movimento me apresentou.

Enfim lembranças, momentos, pessoas… que nos fazem ir de encontro com o Ressucitado!

Até a próxima!

vanessa 1

Vanessinha Silva

Membro e Casal presidente do Movimento de Emaús – Floripa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s