Como me mantenho feliz em tempos difíceis?

Olá!

Sou Glauber Adriel Pinheiro e vim contar meu testemunho no Blog “Reflexão Católica”.

Meu primeiro contato com Cristo

A caminhada pela fé começou quando o meu mundo estava desabando, eu não tinha vontade de entrar em casa e evitava olhar nos rostos das pessoas mais próximas a mim. Isso, aconteceu após o falecimento do meu pai.

Meu pai foi o meu melhor amigo, e mesmo separado, deu uma boa educação para mim e meus irmãos.

Então, um certo dia, recebi um convite para fazer um Curso de valores humanos e cristãos, que por si só, mudaria toda a minha vida. Com algumas dúvidas e de coração aberto, decidi participar, mas não esperava sair tão bem.

Image 2020-06-12 at 6.45.40 PM

Enfim, quando estes dias passaram minha alegria ultrapassava qualquer altura que se pudesse imaginar!

E como bônus, descobri que conseguiria continuar tendo as mesmas conversas que tinha com meu pai, mas agora seria com Deus.

A queda

Por mais que me sentisse completo, eu ainda tinha muitas dúvidas e uma delas era sobre meu relacionamento no namoro.

Pela falta de sabedoria e por ingenuidade, tentei resolver uma situação de forma impulsiva e sem reflexão. Por fim, isso acabou machucando ambas partes no namoro.

Quando menos esperávamos, descobrimos que ganharíamos um filho. Neste momento, buscamos ajuda do casal que orientava o grupo de Emaús do qual eu participava. Com uma bela orientação, estávamos satisfeitos e felizes, mas, não sabíamos que o pior ainda estava por vir.

Pelo fato de não perceber o peso da cruz que todo cristão carrega, o abalo foi muito forte com as duas próximas tragédias: a perda do nosso filho e o fim do relacionamento. O namoro terminou pois, além de estarmos em estado de choque, o mesmo era instável e inseguro.

Eu fiquei fora de mim, pois nunca tinha passado por tanta coisa em tão pouco tempo. E como todo jovem comum, no seu pós namoro, caí no mundo dos prazeres instantâneos.

Então, busquei ajuda novamente do casal orientador e mais uma vez, além da educação cristã, um puxão de orelha e uma grande lição de vida, não podiam faltar.

37553009022_c68a89b10d_o

Preparado para mais uma

Depois de tantos eventos, comecei a ficar mais próximo de Cristo e, como somos influenciados por aqueles com quem vivemos, tive oportunidade de amadurecer na a Sua presença.

Certa vez, meu avô estava muito doente no hospital. Todos da família já estavam conformados que ele iria partir deste mundo, mas por um milagre, o respeitoso recebeu alta.

Ele foi para casa e passou o dia muito bem e alegre. A noite, para infelicidade de todos, ele começou a adoecer novamente, assim, o meu tio, que estava cuidando dele, me ligou pedindo para eu ir auxiliá-lo.

No início da madrugada, o patriarca da família estava em estado de despedida. Deitado na cama, eu o levantei com os meus braços para que ele conseguisse respirar melhor, pois ele estava imóvel e meu tio já não sabia o que fazer. Esses minutos, duraram como se fossem horas para nós três.

Foi então, que ainda apoiado, o nosso velho começou ir embora lentamente, fechando os seu olhos. Neste ponto, parecia que até a sua pele estava mudando de tom. E essa foi uma certeza para mim: naquele momento estava perdendo mais um membro da família. Mas dessa vez, fiquei sereno, sentindo que o meu coração estava sendo segurado.

Penso que, se não estivesse caminhando com Cristo, eu não estaria preparado para este acontecimento.

Conclusão

Bom, essas foram algumas passagens da minha vida.

Estar ao lado de Jesus me fez ser possível ficar de pé e feliz.

Eu não sei o que seria de mim sem Ele! Por mais que parecesse egoísta, nunca tive medo de fazer qualquer tipo de pedido nas minhas orações. Independente do pedido, Ele sempre deu uma resposta.

Em umas das conversas, queria que Ele me abençoasse com um novo namoro. Pois assim Ele o fez. E até as características e objetivos de vida cristã, ela tinha. Foi um relacionamento maduro, que durou 3 anos e que me deixou mais próximo de Deus. Mas, desta vez, sem sofrimento.

Hoje, com toda agonia da pandemia, tento ficar ainda mais próximo de Deus.

Além da leitura diária do Evangelho, faço uma meditação e rezo uma dezena, para que as palavras Dele possam transformar minha vida e a daqueles que precisem.

E não converso somente com Ele, mas, com Maria, Espírito Santo e meu Anjo da Guarda. – no final das contas, acaba saindo uma reunião de grupo (risos).

Penso que a partir daí, outros frutos da fé irão aparecer no seu tempo. Isto porque, ao andar devagar, sempre é possível se manter no caminho.

E acredite, Deus é bom o tempo todo e o tempo todo Deus é bom!

IMG_20200516_162303

Glauber Adriel Pinheiro

Estudante de Design na UFSC

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s